sexta-feira, setembro 08, 2006

Sombras em céu claro






Vieste até mim no teu passo furtivo
Nos olhos tinhas a dúvida da distância
Sombras como nuvens em céu claro.
Como posso dizer que te conheço
Se só a ti conheço?
Como se sempre tivesse esperado
Os teus passos pisando o mesmo trilho.
Caçadores e presas somos
E o nosso tempo é breve.
Vê que o sol já começa a declinar
Apanha nas mãos os raios do poente
Afasta as sombras.
Habito o mesmo lugar da tua alma
E no trilho de sempre espero o teu corpo.



Foto by Ennio

36 comentários:

copa-rota disse...

Não pude ouvir o tema, outra vez Glasslife... não faz mal, o poema que escreveste tocou em mim com as notas certas.

Uma verdadeira melodia...Parabéns!

Desejo-te um bom-fim-semana sem sombras... e o céu cheio de Sol, é claro.

mac disse...

Será que realmente conhecemos mesmo alguém? Será que esse alguém não servirá um pouco de espelho das nossas próprias expectativas? E depois da dúvida a certeza: "Habito o mesmo lugar da tua alma/E no trilho de sempre espero o teu corpo."Fantástico.

Teresa Durães disse...

As dúdivas dissiparam-se?
(penso que é sempre o obstáculo maior... e por vezes nem se ultrapassa)

Gostei!

Boa noite

weg disse...

Com toda a simplicidade: lindo!

:)

Estrela do mar disse...

...bonito poema...e que linda música escolheste!...adorei...


Besito e tem um bfs.

Cris disse...

Entraste no meu coração e roubaste-me as palavras, está lindo, absolutamente lindo, arrisco-me a dizer que é FANTÀSTICO!!!!

Um bjo

C

A Lei da Rolha disse...

A rapariga é muito bonita! Aliado à "echarpe" que ela usa! Poema singelo....gostei!

Diana disse...

«Caçadores e presas somos
E o nosso tempo é breve.»
e temos que beber todos os raios de sol poente e todos os luares..todos os aromas e todas as aragens..sempre..e esperamos sempre por aquela alma..

lindo :) **

Licínia Quitério disse...

Um poema de Outono. Dos Outonos que transportamos, em qualquer estação. Sereno e belo.

herético disse...

a espera esperançosa do corpo. passos trilhados no mesmo trilho. quem núvens poderão resistir a tal beleza?!...

cantorouco disse...

melancólico, dorido, belo - a minha leitura deste texto, de que gostei muitíssimo.

Luna disse...

Muito bonito, minha amiga
beijinhos

melgadoporto disse...

"Como posso dizer que te conheço
Se só a ti conheço?"
Uma "espada de Dâmocles" no amar!
:)

Tia Cremilde disse...

Vim retribuir a sua visitinha simpática!
apareça mais vezes, será sempre benvinda!

uma beijoca e bom fim de semana!

naturalissima disse...

Mergulhei nas tuas palavras e nelas fui ficando!
Um belissimo poema!
Como sempre!
Um beijinho e um bom fim de semana
Daniela

ângela disse...

QUE LINDOOO!!!!!! o blog, o que me disseste...
Obrigada.

Lee disse...

Imagine-se, no mesmo deserto, fotografada a preto e branco pela caneta azul de um poeta. Agora sorria!
Há uma diferença entre pintar a vida e viver.

zalinha disse...

E...passo a passo,um dia chegara o corpo para que o possas enlaçar de ternura:) bjs

hfm disse...

"Nos olhos tinhas a dúvida da distância"

Belo!

Luisa disse...

Esperamos sempre por alguém! Será a "alma gémea" que nos faz estar assim parados à espera que ela chegue?

Lmatta disse...

gostei muito do teu cantinho
beijos

frog disse...

Um belissimo poema que na brevidade do tempo, nos deixa antever os passos percorrendo um trilho que tão bem conheces...

Um beijo...

r.e. disse...

obrigado pela gentil visita. volrarei para conhecer melhor esta vida de vidro. beijinho. J.

happiness...moreorless disse...

adorei o poema, e estive a ler mais alguns textos e fiquei apaixonada pelo teu post anterior
parabens pelo blog*
se nao te importares vou visitar-te mais vezes...

um beijinho replecto de felicidade

maria disse...

Belo poema feito das cumplicidades de que tanto somos feitos sem o pensarmos...
Obrigada pela visita e volta sempre...
Também voltarei...

JPD disse...

Excelente: corpo e desejo e o trajecto para ambos.
Belo!

sotavento disse...

Vim agradecer e retribuir a visita e gostei do "corpo e alma sem sombras"!... :)

.*.Magia.*. disse...

Missão impossivel!!!!

Quando te conheceres a ti na totalidade, terás então hipotese de conheceres os outros...
Nunca te conhecerás na totalidade, como tal, nunca conhecerás os outros...

Um beijinho transparente como o vidro!

tiago dias disse...

talvez alguma coisa se cruze no trilho... talvez ele tenho sido apenas o pretexto e agora seja tudo irremediavelmente novo...

um beijo translúcido...

amazing disse...

A foto é do Ennyo.
E o texto?
De quem é?
É que é tão fabuloso que acho que foi copiado, não foi?
Vá, confessa lá.

:D

sónia disse...

...tão bom...;)

PAULO SANTOS disse...

doce embalo dos sentidos....
Pedaço bonito de vida!
Adorei!

Paulo

vida de vidro disse...

amazing

Obviamente, o texto é meu e já te enviei resposta por mail.

woman's secret disse...

Uma nova semana tomou o seu lugar, o tempo esse corre sem parar...
Bjx e boa semana

amazing disse...

Claro que o texto é teu!
Desta forma sublime com que é escrito, só poderia ser mesmo teu.
Aliás, é apenas mais um dos tantos deliciosos com que nos presenteias e nos fazes voltar aqui.

Foi apenas em tom de brincadeira.

FOTOESCRITA disse...

"Nos olhos tinhas a dúvida da distância"
Especial!