segunda-feira, Dezembro 24, 2012

Porque é Natal




A quem aqui passar, desejo tudo o que cabe nestas mãos. Seja por que ordem for: paz, amor, fé, esperança, acreditar. Um BOM NATAL para todos!

domingo, Outubro 28, 2012

A qualidade de eterno






For a taste of eternity by hypnotic


Racionalmente a eternidade não existe. Nada está destinado a ser eterno. A não permanência das coisas e dos sentimentos é uma regra que implicitamente conhecemos e que nos faz recear o que nos tira da nossa zona de conforto. Afinal para quê? Tudo acaba.
No entanto, por vezes, deparamo-nos com algo que ficará em nós para sempre, ainda que na crua realidade não fique. Há um reconhecimento inconsciente dessa “qualquer coisa” que tem a qualidade da eternidade. Contra todas as evidências e probabilidades, algo se aloja dentro de nós para sempre. Desaparecem medos e dúvidas. O que tem a qualidade de eterno é conhecido e aceite.
Hoje, agradeço aquilo que, para mim, tem a qualidade de eterno. Sei lá porquê hoje. Os dias não têm, em si, qualidades diferentes. Somos nós que os fazemos diferentes. Hoje eu quero um dia de sorrisos partilhados. Plenos de eterna cumplicidade.

segunda-feira, Setembro 24, 2012

Presença do Outono

 
 
Na soleira da porta
a sombra avança
sem mais aviso.
Só a ténue mudança
da cor dos dias
e a leve brisa dançante
na persistência do sol.
O ligeiro arrepio da tarde
e a indefinida melancolia
tão estranha e tão conhecida.
Fora dos postais de cor dourada
entregamos alma e corpo
à inevitável presença do Outono.

domingo, Julho 29, 2012

Cegos de emoções





Como cegos de emoções
deixamos as palavras perderem-se
caídas nos interstícios do real
arrastadas nas margens da vida.
Véus tapam-nos os olhos abertos
todos os poemas perderam
o seu dizer primordial
não vemos a essência dos outros
que à nossa frente se rasgam.
Lentamente perdemos o fôlego
não vemos, não ouvimos
não respiramos.