domingo, abril 29, 2007

Uma manhã




E aí está a manhã
Só mais uma na corrente dos dias
Sem que nada a torne singular
Um claro cinza cortado pelo vento
Como em tantas outras manhãs
Cinza.
Na margem do poema
Soa o estranho grito do silêncio
Interior.
Dentro dele viajo sem destino
Sem rumo exacto que me leve.
Na manhã comum
Corre, idêntico, o fio das horas
Mas eu não estou
Idêntica
Cinza
Comum.


Foto by Cyril Auvity

38 comentários:

PintoRibeiro disse...

Percebo, partilho. Acho.
Uma boa noite e um abraço.

Vity disse...

Ola...
Quem faz a mudança no nosso interior somos nós....
Só nós temos a chave para abrir novos caminhos na nossa vida... e por lá encontraremos tintas para colorir as nossas manhãs ... os nossos dias ... as nossas vidas...
Espero que encontres as tuas cores...
beijo
Viy

sonhadora disse...

Uma semana de sonho.
Beijinhos embrulhados em abraços

Fuser disse...

pra que o rumo?

fuser

maria disse...

Mais uma manhã de vidro, nessa tua vida que respira poesia.

Um beijo.

Klatuu o embuçado disse...

Nas manhãs comuns... acontece o mais incomum...

tufa tau disse...

nesse grito interior estará a chave... a que permitirá que uma próxima manhã seja colorida... seja fora do vulgar... seja a inesquecível...
um beijo

PintoRibeiro disse...

Bom dia e boa semana, bjinho,

Jal disse...

Obrigado pela visita.
Nós próprios encontramos a solução para nossas vidas.

Amaral disse...

Na manhã comum, uma manhã sempre diferente...
Tal como o silêncio, que parece igual em todos os lugares e em todos os instantes, tal é a margem do rio, doce a acolhedora, num colo de mãe carinhosa...

Nomundodalua disse...

o bom eh essa consciencia, que apesar do dia parecer "comum", vc não estah "igual"...

posso te linkar?? :)

x**
tenha um bom "novo" dia!!

A.S. disse...

Este poema desceu pelos subterrâneos da névoa, tentando fazer crescer o esquecimento profano de tudo... mas o teu alvorecer, terá as cores do arco iris!


Um beijo!

Morgana disse...

Venho aqui primeiro deixar-te um abraço forte. Depois dizer-te que partilho dessa semente de mudança interior. Que o silêncio rasgue novos caminhos no pensamento, que nos torne mais conscientes da nossa diferença, mais flexivéis na mudança.
Até já
Marisa Morgana

Principessa disse...

Que a vida te dê sempre um sorriso colorido, cheio de esperança.
bjinho

lena disse...

Vida

cresceu a manhã nos teus versos e transformou-se num grito cheio de cor, as cores mais belas que a doce manhã pode dar

o destino é a felicidade em arco íris

a manhã deixa de ser comum


consegues com os teus versos arte, arte com palavras sentidas neste silêncio

belo|

um abraço de ternura

beijinhos para ti doce vida, doce amiga

lena

alice disse...

incomum, vida de vidra. tudo o que escreve é diferente. invulgar. tem a cadência das manhãs. das suas...

um grande beijinho. (e obrigada).

bettips disse...

Não-tempo de olhar à janela. Tempo de sair! Bjinho

Licínia Quitério disse...

Comum a manhã, mas não a tua forma de dizer. Sempre a ressoar dentro de vidro...

Beijo.

Sereia Azul* disse...

Parecem iguais as manhãs, parece o mesmo silêncio que nos habita...mas bem lá dentro de nós, há um sol a querer despontar...é só nós querermos!

Um abraço de brisa marinha*

Sereia Azul*

João JR disse...

Para que algo mude..primeiro temos q nós mudar:))
Um gd beijo vida!

Escorpiana Explosiva disse...

é nós mesmo q fazemos a nossa vida ser melhor.bom poema.

M. disse...

Lindíssimo!

Placi disse...

Cinza comum é uma linda cor!

Bj

Enfim... disse...

desejo-te um bom feriado

o poema esta giro

Bjokas

daniel sant'iago disse...

As manhãs... no fio das horas.
Imagem tão bem tecida!

Doces Momentos disse...

tenho tantas assim...
Adorei
Deixo-te um beijo doce

pin gente disse...

deixa vir maio...

Moinante disse...

És um " Blog Amizade " , Visita a minha página .

ninaowls disse...

nesta tarde de chuva, entro descalça e triste no teu poema. Saio mais triste ainda. Kiss

PintoRibeiro disse...

A correr, bjinho,

herético disse...

cinza-com-fogo.latente.-cintilante-teu-poema.

borrowing me disse...

passei por cá
gostei muito
vou voltar!
bjs e boa semana

JPD disse...

Nem todas as manhãs deverão ser exaltantes, não é?!

Escreves bem, evidentemente.

Bjs

brisa de palavras disse...

Nesta manhã meia incerta, passa no meu canto deixei-te lá um raio de sol feito com a minha brisa de palavras.
Um mimo
um abraço
brisa de palvras

PintoRibeiro disse...

Sem tempo, bjinho,

naturalissima disse...

Com um pequeno grito quebro o silêncio, deixando aqui o meu agrado por este poema e por uma imagem bem apanhada.

Continuação de uma boa semana

Moura ao Luar disse...

Como hoje...

Carracinha linda! disse...

De entre contradições e obstáculos acabamos sempre por encontrar um caminho para seguir em frente.

Beijocas e bom fim-de-semana!