quarta-feira, novembro 12, 2008

no crer de te querer


é valsa volteio
roda que rodeia
mar de marear
tango que me tange
corda que acorda
ecos recuados
som fora do sono
jeito de enjeitar
ritos já sem grito
no crer de te querer

24 comentários:

Lmatta disse...

gosto do teu poema
e a foto esta linda
beijos

heretico disse...

belíssimo o tango que tange...
muito musical. o poema.

gostei muito.

beijos

Nelson Alexandre Soares disse...

Mas que belo poema. gostei bastante...


Stay Well

SMA disse...

E dançasse aqui em acordes de palavras
.
.
.
tuas
.
.
bjo de cristal

Maria Clarinda disse...

uau!!!!Que maravilha este teu poema! Gosto desta valsa , do tango.
A fotografia, belíssimo este trabalho!!!!Jinhos mil

hfm disse...

este nosso crer de querer. Belo.

Paula Raposo disse...

O jogo maravilhoso das palavras...gostei imenso! E a fota é linda. Beijos.

bettips disse...

Diria uma roda-íris. De olhar e palavras.
Bjinhos

margarida já muito desfolhada disse...

querer é voar assim.

e crer.

por vezes descrer. e aí, resta a paisagem. que é linda aqui.

M.P. disse...

O teu poema tem MÚSICA que a tua foto acompanha em MOVIMENTO e COR! Bjs mts!

Véu de Maya disse...

A lírica do desencanto num poema breve mas intenso...quase musical...Belo.

abraços

Violeta disse...

no crer de te querer...
há crenças assim, que nos alimentam a alma.

batista disse...

... é ciranda de versos a nos por na roda!

as velas ardem ate ao fim disse...

e quando não nos queremos a nós próprios?!

um bjo

TINTA PERMANENTE disse...

E assim se dá (bem) a volta à Vida!...

abraços!

Walter disse...

Gostei do texto, da foto e acompanhado de uma valsa vienense ainda fica melhor!
walter

Ego. disse...

Creia!!!
Musical poema, muito bom!

Bju!

mena m. disse...

São as piruetas da vida!!!!

A fotografia um espectáculo!!!!

[ rod ] disse...

Os ritmos extraem o sentido do sonoridade ambígua e, por vezes, sigulares.

É arte pura.

Moça estou de volta em nova casa.


Venha conferir o início de tudo.

Venha sentir o gosto dos meus...

Traga também os seus.

O antigo blog O AveSSo dA ViDa agora se chama dogMas.



dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

cõllybry disse...

Embalas as palavras, feito poema...

Beijitos ternos

Oliver Pickwick disse...

Ritmo primoroso! Gosto muito de poesias de versos curtos, ritmadas com tanta precisão. É o tao deste segmento de escrita.
Um beijo!

Twlwyth disse...

Belas palavras dançantes.

Beijo

Ad astra disse...

na dança das palavras...

beijo

innername disse...

gostei deste crer de te querer, deu vontade de dançar, bem ritmado