sexta-feira, junho 29, 2007

A porta




Quando fores embora
Deixa entreaberta a porta do quintal
Não tapes a entrada ao sol da madrugada
Deixa a luz da lua espalhar-se nas paredes
Como se de ti ficasse algum sinal.
Antes de partir
Guarda as palavras naquele cofre inventado
E vê se os risos se misturam com as histórias
Para que ecoe o som das gargalhadas
Presas algures num tempo passado.
E ao partir
Segue o caminho sem olhar para trás
Deixa aberta a porta do pátio onde morei
Por lá estará a linha do meu rosto
E a cor dos olhos que um dia te mostrei.

____________________

Tenho que aqui tornar públicos mais dois agradecimentos: à Vity que deu a este blog o Fly Award e à Helena Nunes que o considerou um Blog com Grelos. Muito obrigada às duas.

41 comentários:

naturalissima disse...

Fotografia bela num preto e branco tratado com equilibrio.
"A Porta" é para mim, um dos teus melhores poemas.
Estas palavras gravam-se nas paredes da tua vidas revelando-se memórias soltas... és tu.

Opintas/Bernardo Kolbl disse...

Um bom fim de semana e um abraço.

herético disse...

poema muito belo. de emoldurar no salão nobre de qualquer palácio (encantado). nunca no pátio...

M. disse...

Lindo!

brisa de palavras disse...

Qundo se parte deixa-se sempre uma porta aberta, entreaberta...ou fecahda para sempre...é um passado que fica e se transporta para o futuro...
um abraço
brisa de palavras

o alquimista disse...

Explêndido...!

Saberás que os sonhos, moram nas gotas de orvalho que um arco-íris solta, em coração desencontrado. Saberás que os passos errantes de um louco na procura do norte, não deixam marcas no pó, tão pouco são rumo para a sorte.


Bom fim de semana


Doce beijo

Baudolino disse...

Adorei ler o poema.

Ana Luar disse...

A simplicidade em forma de poesia... Lindo!

Alê Namastê disse...

Deixa a porta entre aberta, para que o vento possa fazer um barulho qualquer e eu não me sinta tão sozinha.

Bom final de semana!
Beijos*

PintoRibeiro disse...

Estou velho Vida. Já não quero ser eficiente. E sou muito céptico. Mas agradeço dicas...lololol. Sério.
Bom fim de semana, bjinho.

Vity disse...

Ola,

Passa no meu cantinho...
Tens lá um miminho...

Bom fim semana
Beijinho
Vity

achama / Sonia R. disse...

Portas, abertas.
Um bom fim de semana e um beijinho.

Luís Galego disse...

E ao partir
Segue o caminho sem olhar para trás


gostei sem reservas deste poema...

un dress disse...

há um enorme e fascinante mistério que se abre ao fechar cada porta...


e reconheço-te.
é tão belo como dizes...:)


beijO

melgadoporto disse...

A vida deve ser assim vivida.
Sem bater com as portas.
Sem fechar os estores por completo.
Sem tapar os móveis.
Pois nunca sabemos se voltaremos.
Mesmo que por breves momentos.
:)

A.S. disse...

Uma partida é sempre um momento marcante... e tu dizes isso com muito talento neste lindo poema!...


Um beijo!

CNS disse...

... e este poema é uma porta aberta de par em par...

Milla Loureiro disse...

lindo...saber q temos a porta aberta sempre,da vontade de voltar!

triliti star disse...

parabéns.
um post perfeito.
bela fotografia e o poema é lindo.
tenho gostado muito.
vou pôr-te nos meus favoritos.

Nomundodalua disse...

aiii q lindo..
tocou bem fundo!
:)

aiai (suspiros)
namastê x*

madrugada disse...

Fico extasiado com o teu talento!

- Não é por acaso que é dos blogs que mais gosto de visitar.

Amaral disse...

"Quando fores embora", antes e quando partires, procura e leva o sorriso que tantas vezes partilhei contigo!...

Luisa disse...

Belíssimo poema em que retenho o não fechar da porta do quintal. Fica no a esperança dum regresso.

paulo vigu disse...

No vento
Meio por fora
Meio lento
Saí do meio do rio
Caí no meio do mar
~~~~~~~~~~~~~~~~
Fechei pra balanço
Renovei águas
As águas que vem de dentro´´´´´
Riodaqui. Gostei daqui.beijo . Paulo Vigu

sonia r. disse...

Um bom fim de semana e um bjinho.

Sandrine disse...

Foi a coisa mais bonita que li.. Esta brilhante! Beijinho

Licínia Quitério disse...

É um fado. Foi o que me ocorreu ao ler-te. Que belo poema. Mas é um fado, pronto.

Um beijinho, Amiga.

Helena Nunes disse...

É pela beleza do que escreves e pela alma com que o fazes, que te deixei algo na minha casa. Foi com carinho.
Passa por lá
Bjos

tufa tau disse...

sim
para um dia voltares...

Som Do Silêncio disse...

Deixar a porta aberta, é sinal de retorno...

Um Beijo Silencioso

Nilson Barcelli disse...

Gostei imenso deste teu poema.
É bom como os outros, mas conseguiste criar uma atmosfera serena à volta de uma ruptura, a partida sem retorno.
A fotografia é perfeita para o poema.
Bom Domingo, bejinhos.

PintoRibeiro disse...

Bom domingo, bjinho.

tb disse...

imagem e palavras em sintonia de um preto/branco perfeito...

Mateso disse...

Que belo!Ainda bem que alguém entreabriu a porta ...
Bj.

Menina do Rio disse...

Deixe a luz entrar e se espalhar como um sinal
Deixe as palavras e os risos guardados para que eu possa suprimir a tua ausência...
Pura emoção!

beijos

D. Maria e o Coelhinho disse...

A saudade faz-nos sofrer mas por vezes é tudo o que nos resta.
Também estou triste.
Estou de luto.
Adeus.


Coelhinho

Vieira Calado disse...

Seguir em frente, sem olhar para trás, eis o segredo, para as grandes cavalgadas...
Grato pela sua visita e comentário.
Um abraço

Anónimo disse...

participe em www.luso-poemas.net

beijinhos de felicidades

maria carvalhosa disse...

Sublime esta mensagem. Gosto muito da forma fluida e simples com que falas de sentimentos e emoções profundos de uma forma (só) aparentemente leve. Correndo o risco de parecer despropositada, tenho que te dizer agora (é uma altura tão boa como outra (qualquer) que aprecio, de um modo muito generalizado, todos os teus pedaços de escrita. Admiro-a e considero-a de uma qualidade (a todos os níveis) verdadeiramente merecedora de reconhecimento (muito para além do que obténs aqui no blogue).

Um beijo, terno e sincero.

carla granja disse...

olá . Adorei blog , adorei o poema e espero voltar mais vezes. as portas deixam um mistério no ar principalmente estando fechadas e como costumo dizer uma porta aberta é um convite pa entrar. eu tmb tenho um blog com poemas feitos por mim e fotos minhas tmb. se kiseres dá uma olhada.
http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt
bjo
carla granja.

erick disse...

Eu achei seu blog por acaso..parece que ja esta parado há quase 1 ano..
ainda assim te add à favoritos, pra continuar a ler seus escritos.
Suas palavras formam imagens em minha mente, images que eu adorei ter visto.
Não deveria parar de escever..espero que um dia retorne para nos mostrar lugares lindos novamente.
Parabéns