domingo, agosto 05, 2007

amanhecer




lembras-te daquele fio invisível que nos ligava nas horas de solidão? eu julgava saber de ti e tu de mim como se a distância fosse só uma metáfora. e o caminho para encontrar o outro estivesse ao alcance de um fechar de olhos. para ver por dentro. era então o fio que nos unia para lá de toda a saudade. amanheci no escuro da noite. dizia-me o pesadelo que o fio se tinha partido. e eu às voltas. tonta. de não encontrar o caminho para ti. e era escuro. como se todas as luzes estivessem escondidas na bruma. talvez tenha arranhado o corpo. as mãos. não sei. a alma. em vão. a luta. as brumas. o sal molhado. acordei do pesadelo quando fechei os olhos. para ver por dentro. o fio estava suspenso. mas firme. vi-te.

35 comentários:

Anónimo disse...

um quase nada
na vastidão do mundo
por pouco desapercebido passa
não fora o fechar d’olhos
para o que existe fora

tênue, o fio da tua escrita nos deixa entrever a nascente do teu sentir

um abraço fraterno,
batista

R Lima disse...

O fio invisível que nos une é tão sublime.. frágil e contraditoriamente forte e pulsante.

Nada nos separa do nosso verdadeiro elo de equilíbrio...

Bom sempre vir aqui.



[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

PintoRibeiro disse...

Assim? Gosto.
Bjinho,

A.S. disse...

Vim deixar-te um beijo... e saudades!

carteiro disse...

Que lindas palavras....
Alegra-me que tantos possam ser esses fios e a alegria torna-se tão melancólica em dias que a sua invisibilidade não desperte de outros modos.
A bruma. Causa de ansiedade até que possamos ver o que ela esconde... ou o que só ela permite ver.
"o fio estava suspenso. mas firme. vi-te."
Assim vale a pena...

Páginas Soltas disse...

Ja tinha saudades de visitar o teu cantinho tão bonito!
**

naturalissima disse...

Que esse fio se permaneça firme e inquebrável!
Gostei muito da fotogragia e da metafora tão bem escrita!

Nomundodalua disse...

boa semana pra vc tbm! :0
imagem melancolica, num sei..!

lindo texto, tem gente que mesmo perto estah tão longe; mas eh muito bom saber, que tem gente que mesmo longe estah bem perto!

aiai..o fio, não deixe que ele se arrebente nem que você tenha que reforça-l o vez ou outra..!

beijos..

raíssa disse...

Bonito poema!

Tenha uma boa semana!

=*

cõllybry disse...

Ás vezes um tenuo fio dura uma eternidade...

Doce beijo

Naeno disse...

INSINUAÇÕES

Essa lágrima de prata
Que sinuosa percorre
O leito macio da face dourada
Não me convence mais
Ela já jorrou por mim
Em cada momento torpe
Em muita dor de fachada
E não me convence mais.

Pelo menos uma vez
Dispa-se da vaidade
Sinta uma dor de verdade,
Um amor, uma paixão
Falsidade, sordidez
É tudo jogo de cena
Parece atriz de cinema
Representando uma ação.

Seja sincera,
Seja você realmente
E sinta a dor que se sente
A cada separação
Ou então fique
E viva um momento ardente
Desses que prende a gente
Num ato de sedução.

Evite o choro
Para a representação
Fuja da ostentação
E simplesmente me ame.
Não há desdouro
Em seguir o coração
Pois se querer nunca é vão
Se me quiser me chame.

Um beijo
Naeno

Frioleiras disse...

Há qt tp t n lia......

Que bonito,
que belas as tuas palavras

fios
brumas

... gosto mt!

nina owls disse...

um fio a servir de ligação, suspenso mas firme. e viste o que todos queremos ver. hum, onde andas?

Kristal disse...

Talentosa escritora, cheia de emoção, sensações e alguma melancolia.
Beijos kristalinos

Paulo Fernando disse...

Lindíssimo. Tem coisas que não basta o olhar apenas, mas sim todo o "sentir."

Bjs cariocas, minha querida!

Carracinha linda! disse...

Afinal o fio não se tinha partido. Estava suspenso e firme.

Grasnde beijo e votos de uma boa semana.

Maria Clarinda disse...

"...acordei do pesadelo quando fechei os olhos. para ver por dentro. o fio estava suspenso. mas firme. vi-te. "
Vieste em pleno. Lindo o teu post.
Jinhos mil

r.e. disse...

estive aqui de novo. hoje digo. beijinho. J.

tufa tau disse...

se o fio existe, por muito invisível que seja, segura-o...

Secreta disse...

Existem de facto esses "fios invisiveis" , que encurtam a distãncia entre as pessoas.
Beijito.

Andreas Malthus disse...

"Ausência de quem está perto. Saudade de quem está longe."

Que o fio seja forte como a teia da aranha.

Lindas palavras!

Abraço!

bettips disse...

Uma ilha de bruma. A voltar, como umfio de Ariadne. Bjinho

C Valente disse...

Imagem e texto em perfeição
Saudações

Amaral disse...

Fechada no pesadelo, viste a luz escondida na bruma, mas acordaste!
Se o fio se mantinha, firme, então a tua visão deve deixar-te tranquila.
O amanhecer tem sempre um raiar novo à espera...

AMMedeiros disse...

Ténue. Podem ser finos e ténues os fios dos afectos que nos ligam aos significativos. Todavia, o que importa é a sua resistência e durabilidade, que transcende o tempo...

Um beijo

Luisa disse...

E a esperança de que esse fio, tão ténue, se mantenha firme para que nunca nos percamos uns dos outros.

aNNaFLaVia disse...

E mesmo sendo apenas um fio passa a sensação de segurança.

Beijo

Francieli Rebelatto disse...

Esse fio invísivel está representado na nossa essência de tantas formas, apagar creio que nunca se de tal fato, pois mesmo que estejas apagado, ele nunca deixa de fazer parte de tudo que um dia fomos!!!

Beijos e te cuida!!! Como sempre lindo teu sentir!!!

mixtu disse...

o amanhecer
os fios que não se quebram, podem se ocultar...

amanhece

abrazo em viagem,

maria josé quintela disse...

metáfora ou não, a distância de um fio suspenso pode conter todas as medidas.

Um Momento disse...

Deixo um beijo... pra uma tarde linda

(*)

pessoa nenhuma disse...

gostei muito de te ler...
perdoa-me a audácia mas identifiquei-me muito em tua escrita...deve ser porque gostamos de ler os mesmos autores que sempre de algum modo influenciam a pessoa que somos e que damos a conhecer...
um beijo grande...
voltarei em breve...

pessoa nenhuma disse...

uhm...para ser mais facil te visitar vou adicionar o teu link ao meu blog...

selma disse...

Gostei.
O pesadelo é o fio... partido.
O ilusório sonho é o fio... fundido.

Selma

M. disse...

E volto a repetir-me: gosto muito.