domingo, setembro 30, 2007

A canção da chuva




A chuva tem um poder. Leva-nos, em viagens interiores, a lugares adormecidos nos dias de sol. Descobrimos veredas sombrias. Ou caminhos largos de amor à vida. Potencia o que em nós está dormente. Por dentro. Acentua a dor, dá asas à alegria. Tanto nos apetece deixá-la escorrer pelo corpo dançante como protegermo-nos num casulo sem abertura. A chuva cai. É o que dizemos. A chuva entranha-se. Na terra e em nós. Tal como arrasta terras e lama, revolve sentimentos. Perguntamos. Perguntamo-nos. Sobre a vida. Sobre nós. Por vezes não queremos resposta. Talvez só a que vem da canção que soa nos vidros. Murmura-nos palavras de tristeza. Conforto. Purificação. A chuva é imprevisível.

36 comentários:

PintoRibeiro disse...

Bem a propósito. Bjinho,

Anónimo disse...

a chuva lava.

alaga.


purifica.


arrasa.

arrasta.


_____________e é úbere.

e aqui chove.

_______________

um céu de sossegos.


bom dia...:))))

(já há sol...)


.piano.

innername disse...

o poder da chuva hoje em desatino aberto chover por mim, aleluia que estava a precisar. beijo

Amaral disse...

A chuva é tudo o que dizes. Tudo proferido com a alma acordada, com o sentimento desperto.
A chuva entranha-se. Sim! A chuva dá vida e, também, revela-nos dúvidas sombrias, estados dormentes, tristezas calcadas...
A chuva purifica. Limpa os ares. Conforta corações.

maria josé quintela disse...

música para os ouvidos, esta água sagrada que vem de tão longe.

AMMedeiros disse...

Catártica.
Nostálgica.
Sensual.
Reflexiva.

Um beijo

Frioleiras disse...

A chuva,
para mim.....
é um prazer infindo... mas, ontem soube que morreu uma amiga minha, a Mariana , nesse dia de ontem, nesse dia de chuva,
imensa... purificadora...........

brisa de palavras disse...

As noites frias e a chuva estão aos poucos a insatalarem-se nas nossas vidas , nas nossas almas...
um abraço

brisade palavras

carteiro disse...

Estas [palavras] tocaram-me. Para além de lindamente escritas, consigo sentir cada uma com um sentido indescritível, talvez porque também sinto esse poder da chuva. Poder vê-la e poder sentí-la a cair sobre a pele. E naquela canção melancólica que ela nos murmura, partilhamos com as suas gotas as nossas lágrimas. E ambos nos sentimos mais leves, mais limpos...

mnemosyne disse...

...toca-se a citara das chuvas...traça-se a arquitectura do estio.
Um beijo

poca disse...

hoje choveu por aqui..

no meu primeiro domingo "do fazer nada" soube-me muito bem que chovesse lá fora :)

Carracinha linda! disse...

Nestes dias chuva, para mim, é sinónimo de tristeza.


Boa semana para ti.

Um beijinho

Secreta disse...

A chuva desperta inumeros sentires em nós . Creio que depende muito do nosso estado de espirito :)
Beijito.
Boa semana!

herético disse...

a chuva chama. in.flama...

(estranho paradoxo)

triliti star disse...

a chuva é vida.


admiro as tuas palavras e as tuas imagens.

Rui Caetano disse...

A chuva traz-nos uma frescura, envolve-nos num ambiente de renovação. Eu gosto muito da chuva. osto de ouvir a sua força contra as belezas da natureza.

miruii disse...

A chuva purifica a alma.
Picada

Francieli Rebelatto disse...

Ou seríamos nós imprevisíveis, em meio a isso?

Chuva...dedilha devagar nossa alma, e nos faz poetizar...

Beijos e tenh auma ótima semana!!!

D. Maria e o Coelhinho disse...

Olhar para cima,
forçar-me a vê-la,
senti-la
e
ao cheiro intenso
que põe na terra.


Coelhinho

maria carvalhosa disse...

Gostei, Vida de Vidro. A chuva traz o nosso lado mais íntimo para a superfície e aí o deixa ficar, sueito a intempéries de todo o género. A chuva torna-nos mais sensíveis e nostálgicos. A chuva não é incolor nem inodora. Tem a beleza de tudo o que a nossos olhos mostra, através da cortina de água, e traz-nos cheiros conhecidos, antigos, saudosos, mas também a esperança de novos aromas... surpreendentes, inexplorados.

Beijos. **

cljp disse...

A chuva, como morfina, poderá sublimar a dor. Pelo menos limpa, renova.
Abraço

sonia r. disse...

Uma boa semana. Bjinho.

O Profeta disse...

Gotas de orvalho paixão...uma chuva miuda cobre o manto verde de cada manhã...é a ilha...tu és uma ilha...!


Doce beijo

L.S. Alves disse...

A chuva é imprevisível.
.
E por isso mesmo é perfeita.
.
Um abraço.

Rui disse...

A sua imprevisibilidade torna difícil a arte de escapar por entre os seus pingos. Mas o desafio é que conta.

pin gente disse...

eu gosto de sentir a chuva no rosto...
acalma, suaviza a alma
que bom é, ter tempo para passear à chuva...
entre os pinheiros
nas folhas caídas dos plátanos
à beira rio
pela erva por cortar
na areia da praia

que bom é, ouvir a chuva lá fora a cair...
debaixo dos lençóis
com a lareira acessa
a vê-la em gotas, a fazer corridas nos vidros

e que bom é, agarrar a chuva entre os dedos.

beijinhos
luísa

Tchivinguiro: onde nasci. disse...

Guardo em mim para meditar os teus «caminhos largos de amor à vida».

Beijinho

♥≈Nღdir≈♥ disse...

A chuva é tão imprevisivél como a vida...
Beijinhos

Alê Namastê disse...

Uma gota

outra gota

mais uma gota...

Som com vento

águas

cheirinho de poeira virando lama

A chuva é imprevisível

C Valente disse...

com esta cuva de hoje, bem
saudações amigas

Nomundodalua disse...

que texto lindo alice..nossa! eu acabei de comentar num blog que flou da chuva tbm..x)
combinaram heim??
eu acho que eh isso mesmo que vc disse, de revelar algumas coisitas meio ocultas ateh a nós mesmo ou principalmente, como queira!
:)

bom demais de ler!
ps: adoroo baixo de chuva, pena que por aqui não encontro muitos companheiros com o mesmo gosto! uhuhuh x**
namastÊ!

Mateso disse...

Cai fina e macia ou antes grossa e pesada de acordo comos novelos cinzentos ... Cai na terra vivificando.a, cai na alma libertando.a, cai em nós ... e escorre por entre os dedos ...em gotas de vida lavada.
Beijo

sOl disse...

A chuva é tão linda =)





sOl*

vermelhinha disse...

Para mim, amar à chuva. È do melhor.
Beijinhos.

M. disse...

Interessante esta tomada de consciência da presença da chuva nas nossas vidas. Gostei muito.

Ninaowls disse...

esta canção da chuva pode ser perigosa pelo risco de nos arrastar para a nostalgia e tristeza...como o natal...mas tb pode ameaçar fertilidade no depois. E isso é algo que me agrada muito. Gostei muito do ocaso das tuas tardes. Kiss miss