domingo, novembro 19, 2006

Escritos da chuva (I)




Tudo bem!


Nem sequer é tempestade
Nem a chuva bate forte
Há talvez um vento norte
Que traz consigo a saudade

É mais um dia sem drama e a sorte está na vontade
de olhar um céu sem água.
Voam pedaços de mágoa sobre a rama das árvores.



Foto by Ewa Brzozowska

33 comentários:

Bandida disse...

...antes fosse.


...

tempestade.



__________________________

as velas ardem ate ao fim disse...

Uma tempestada por vezes é melhor...mas se a magoa já voa aos pedaços sobre os ramos já não é mau...era pior se ela estivesse a pousar por ai(aqui).

Bjinhos

Keimadela disse...

Como eu compreendo essas palavras.

mnemosyne disse...

E as palavras respingam em jeito de caricia na pele do poema...Um beijo

Cris disse...

Há dias assim...Gostei muito, o teu poema é de uma delicadeza extrema. Lindo!


Um bjo

Cris

Nina disse...

belíssimo este teu poema...a chuva e a ausência dela a inspirar-te. Mais um dia sem drama, a nobreza de quem já por lá passou junto à insatisfação e aprendeu que os dias são momentos com a sequência que lhe atribuímos. Sabedoria de quem olha um céu, sem água (só se for em Lisboa, aqui no Porto está sempre a chover) e atira a mágoa fatiada sobre a rama das árvores que podem bem com elas. Renovando-nos, todos os dias. Alice, beijo

Maria Clarinda disse...

Milhões de beijos...lindo!

amazing disse...

Curiosamente, ou talvez não, adoro nevoeiro e o vento.
O vento transmite-me precisamente o que contaste.
A saudade, ou por vezes a lembrança da saudade.
Ficar de cara ao vento e deixar a mente flutuar.
KISS

Desassossego disse...

Que voem então para bem longe...
Um beijo doce.

sotavento disse...

Que traz consigo a saudade
Como arrepio em gotas
Não vejo qualquer maldade
As nuvens devem estar rotas

:)

(Sabes, tenho um problema grave, não resisto a uma quadra!...)

Serpente Emplumada disse...

Novembro é tão rico em trivialidades... Normalzinho normalzinho....bjx

DIAFRAGMA disse...

Desta vez gosto mais do poema.

M.P. disse...

A chuva arrasta também a mágoa. A chuva lava a Alma e restitui-lhe a calma. Renova a vontade de viver. Isto sou eu a dizer e a querer que fosse realmente assim! Beijinho grande e BOA semana

JPD disse...

O texto está perfeito e a ilustração adequadíssima.
Muito bem!
Bjs

olhos cor do lago disse...

Folgo em saber k estás calma...

beijinhos

Por aki tudo bem!

Grilinha disse...

Lindo poema a fazer recordar um dia de sol mas com aquele frio de inverno em que apetece estar agasalhado.

batista filho disse...

"Voam pedaços de mágoa sobre a rama das árvores."

porém

"Há talvez um vento norte
Que traz consigo a saudade"

... esse é o lado melhor melhor.

deixo um abraço fraterno.

naturalissima disse...

"É mais um dia sem drama e a sorte está na vontade
de olhar um céu sem água.
Voam pedaços de mágoa sobre a rama das árvores."

Transmites tranquilidade, alguma harmonia.
É bom sentir isto.
A saudade existe e ainda bem.

Um beijinho
Daniela

Riscos & Rabiscos disse...

Pareceu-me um daqueles dias vazios....estarei enganada?

Kikas

Nilson Barcelli disse...

O vento Norte é tramado...
Gostei das tuas palavras em forma de poema.
E de saber que está tudo bem.
Beijos.

melgadoporto disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui disse...

Despenham-se contra as pessoas, que os sacodem, não percebendo que são pedaços de si.

happiness...moreorless disse...

há dias assim, demasiado normais...

Gostei*
um beijinho

Teresa Durães disse...

gostei imenso do poema

boa noite

Z disse...

'É mais um dia sem drama e a sorte está na vontade'de quem conhece o sabor da chuva e lhe entrega a face sem temer humedecer a alma :) (Se aqui estou é porque chove aqui fora e já nem sei se devo tentar a chave para entrar...)*

Lee disse...

Excelente retrato de um dia de chuva e de uma radiografia da alma em impresso único.

Um beijo

mfc disse...

Dias de chuva... dias de recolhimento!
Dias em que apetece uma certa modorra...em que sabe bem calçar uns chinelos!

non disse...

Lindo!

Bom dia.

Bjs :)

João JR disse...

Que voem bem alto...e para muito longe!
Muito bonito este post! Gostei.
Um beijo,

Estranha pessoa esta disse...

...

diabinho disse...

Olá...

Sim, sou eu.... ;-)

Beijinhos

amazing disse...

E a música é tããããõ linda....

Anónimo disse...

que coisa boita!!!

então esse final....

"olhar um céu sem água.
Voam pedaços de mágoa sobre a rama das árvores."