domingo, novembro 15, 2009

outono


by Karel Sobota

já não escreves, disseste, como se o correr lúdico dos dedos à procura das palavras fosse mais uma cumplicidade ou só uma conta do colar de sentimentos que se vai acrescentando, tenho que dar voltas infindas no colar, deixá-lo fluido em volta do teu/meu pescoço, lassos laços estes das doces empatias, dos risos e da ternura, qual rio da nascente de um olhar para a foz do outro, será então assim e eu escrevo até que as palavras dancem na chuva e o vento as leve ao destino que não sei se têm, porque pairamos aqui neste outono onde o frio já se sente, são esses os arrepios dos meus dias de sol, melancolia inevitável em movimento sinusoidal, hoje as ondas fizeram a curva descendente, junto uma conta ao colar dos afectos e escrevo.

14 comentários:

Paula Raposo disse...

E o colar dos afectos envolve a vida de luz e calor!
Muitos beijos.

Violeta disse...

Ainda bem que escreveste porque faze-lo maravilhosamente, apesar da dor subjacente.
Felicidades

innername disse...

magnifico colar afectivo. abraço chuvoso do norte. Olha que essa pic está um primor de fabulastica...que outono já bate na vidraça quase invernalmente ;)
Não tarda a ligarmos a lareira

ADiniz disse...

Na ternura das palavras encontrei um colar feito perolas,
sua preciosidade e beleza, faz-se em sutil a dor.

Bjinhos e uma ótima semana, feito lua nova a vc

Mar Arável disse...

Um colar de palavras

brilhantes

sentidas

doloridas

heretico disse...

delicadas e belas as palavras. como perolas. nos dedos.

... ou calidos afectos. ou momentos de inesquecíveis de ternura!

beijos

heretico disse...

delicadas e belas as palavras. como perolas. nos dedos.

... ou calidos afectos. ou momentos de inesquecíveis de ternura!

beijos

Secreta disse...

Escrever afectos, emoções , partilhas, vida...

nuvem disse...

Sempre belas, as tuas palavras. Escreve, sim. Sempre.

Beijinhos

PreDatado disse...

Um foto de outono em cores de outono a decorar um belíssima prosa poética.

pessoa nenhuma disse...

depois de um longo periodo de ausencia, surgi...para frisar o que já tinha dito outrora: aprecio o modo como brincas com as palavras

jawaa disse...

Poema em prosa, e uma foto preciosa.

mfc disse...

E ficamos a duas páginas do final feliz!

João Norte disse...

Bonitas palavras.