terça-feira, março 17, 2009

Cristal frio

by peta jones


As madrugadas estão prenhes
De implacável lucidez
No seu ventre adejam pássaros
De agoiro
Sem rótulo de bom ou mau
Só certezas de coisas por vir
Até ao dia em que se abatem
Na poeira que contemplo
Essa será a hora da limpidez
Do cristal frio de que me escondo
Com medo que me cegue

Preparo-me devagar
Para enfrentar o espelho
De alma sem maquilhagem


[Sem tempo para escrever nem para vos visitar, relembro palavras antigas. Um beijo para quem aqui passa.]

24 comentários:

Paula Raposo disse...

E relembras muito bem!! Mesmo sem tempo para visitas, sei que estás aqui. O resto pouco importa. Beijinhos.

ADiniz disse...

Ah, tempo esse que não nos deixar esquecer
quando nos encontramos
na imagem refletida em espelho,
não lua,
mas prata
e cheia de graça
como crisatis feita por amor.
por isso prefiro-te nua.

Adoro cristal, ainda que frio.
Bjs

alice disse...

não conhecia estas palavras antigas e não fosse a autora a dizê-lo, não o saberia, pois que estão límpidas como cristais :) um grande beijinho.

VFS disse...

"cristal frio",
estrelas no tempo.

belas palavras!

Amaral disse...

Que dizer destas palavras: "Preparo-me devagar
Para enfrentar o espelho
De alma sem maquilhagem"?
Elas estão cheias de tudo o que a alma sente!...

Maria Clarinda disse...

JInhos ....muitos de carinho

AnaMar (pseudónimo) disse...

O importante é permanecer!

as velas ardem ate ao fim disse...

É bo reler te.

um bjo

Lmatta disse...

lindo poema
beijos

Fa menor disse...

O espelho não costuma mentir.
É frio... mas para dizer a verdade por vezes é preciso frieza.

Beijinhos

heretico disse...

beijo...

muito belo. em primeira ou segunda leitura...

(mau grado a frieza do cristal...)

Dulce disse...

"Preparo-me devagar
Para enfrentar o espelho
De alma sem maquilhagem" -

Uma frase maravilhosa que faz supor um certo medo do vai encontrar dentro de si mesma... Muito lindo!

mena m. disse...

Estamos sempre a aprender quem somos...

Belíssimo poema e uma foto fantástica!

Beijinho

Carracinha Linda! disse...

Um beijinho também para ti!

Secreta disse...

A alma nunca deveria usar maquilhagem...
Recordar é viver :)
Beijito.

Mar Arável disse...

Nos espelhos

sem maquilhagem

só assim

brilham os cristais

Marta disse...

"Preparo-me devagar
Para enfrentar o espelho
De alma sem maquilhagem"
Palavras fortes...
Gostei imenso...
beijo

Marta disse...

"Preparo-me devagar
Para enfrentar o espelho
De alma sem maquilhagem"
Palavras fortes...
Gostei imenso...
beijo

innername disse...

pássaros de agoiro, sem bem nem mal, apenas dando conta da imprevisibilidade da vida. O que nos cega e nos amedronta não são os espelhos que inventamos mas antes a ignorância de não sabermos controlar o mundo nem os acontecimentos. Quando leio um poema que me deixa de fora, como a apreciar uma tela perfeita, não sinto um sentido. Mas há poemas, como que inacabados que me apetecem gritar a ferida pra estancá-la...Só entro quando há permissão e vou descalça. Entrei mas saio pela mesma porta, Arabica. Piro-me, no bom sentido!!! bom fim de semana com rodos de sol e previsão de temperaturas ainda mais altas proxima semana. cheers

Justine disse...

Palavras antigas mas actuais e belas e bem trabalhadas.
Abraço

~pi disse...

palavras de equin-ócio

inter-ior

( densa-pa

lavras

centra

das



beijo



~

Oliver Pickwick disse...

Certas palavras jamais envelhecem.
Um beijo!

Paulo Demétrio disse...

Excelente foto !

Manual do Inseguro.com disse...

Lindos versos! Escreveu crua verdade sem perder a delicadeza da poesia. O essencial nunca pode ser maquiado. Adorei todos os seus versos.

oadestradordesentimentos.blogs.sapo.pt