domingo, janeiro 03, 2010

o cinza do terceiro dia

by Ruip
os vidros turvam-se quase líquidos sem cor outra que o cinza. a chuva ensopa os restos que jazem nas ruas indícios de festas que já foram. espalha pela cidade o cheiro ambíguo da purificação. limpos de ilusões entramos no terceiro dia do novo ciclo cientes da semelhança do cinza com o que já conhecemos. afirma-se em nós a eterna interrogação da origem colorida da esperança.

11 comentários:

Paula Raposo disse...

Concordo.
Beijos de bom ano, Alice.

ADiniz disse...

Imagino que sempre a chuva lava as ruas empoeiradas de plano turvas, para assentar os grãos da areia, deixando o caminho em terra firme, como cor intensa do barro vermelho.
Bem mas esperança é coisa humana.

Bjinhos e uma boa semana pra vc.

Entre "linhas" disse...

A chuva lavra as mazelas da vida, mas deixa sempre as sua marca nas profundezas...
Que o ano 2010 possamos viver intensamente com muita paz e esperança, pois a vida é a maior dávida e benção de Deus.
Beijinhos Zita

Justine disse...

O cinzento é o mesmo, tens razão. Vamos ver se as cores nos trazem algo e novo...

heretico disse...

que a confiança resgate o lugar da esperança.

BOM ANO
beijo

batista disse...

- por que esperar o amanhecer, se a noite, essa noite, parece mais comprida que todas as outras?!
- a luz, sempre inquieta, nunca dorme. ou brinca ou briga com as nuvens ou generosamente se doa ao outro lado do mundo... antes do clarão do dia, a noite, sem pressa, perde o seu negror... e o cinza é moldura do que sempre chega... a Esperança...?!

deixo um beijo fraterno, prenhe de Esperança, que a noite, por mais comprida que seja, jamais será eterna.

Secreta disse...

O cinza dos dias...onde nem sempre reside a esperança.

Violeta disse...

A cor das esperanças enfeita os dias cinzentos da vida, quem sabe , um dia a cor não será a tónica dominante da vida?

mfc disse...

São sempre assim os fins de festa!
Repetitivamente amargos!

Analuka disse...

Lindo e delicado lugar! O título do blog, as imagens, os escritos... tudo permeado pela suavidade e vibração misteriosas da vida, do sonho, da arte, da afeição! Deixo abraços alados.

Analuka disse...

Lindo e delicado lugar! O título do blog, as imagens, os escritos... tudo permeado pela suavidade e vibração misteriosas da vida, do sonho, da arte, da afeição! Deixo abraços alados.